LabDebug

Mulher e tecnologia. Teorias e práticas na cultura digital

Entrevista com Dafne Sabanes Plou , da Rede APC Women(parte 02)

As Mulheres e as Tecnologias Digitais – Entrevista com Dafne Sabanes Plou ( parte 02) from LabDebug- Mulher e Tecnologia on Vimeo.

Entrevista a Dafne Sabanes Plou, da Rede APC-Women

As mulheres e as Tecnologias Digitais – Entrevista com Dafne S. Plou (parte 01) from LabDebug- Mulher e Tecnologia on Vimeo.

Vamos bricolar?

A bricolagem é a técnica pela qual através de pedaços de tecido emendados se cria um tecido novo. Durante a Oficina Bricolagens Digitais, ministrada  pela jornalista Thaís Britto nos dias 18,19 e 20 de junho no LabDebug,  um público bastante diversificado composto por jornalistas, estudantes de artes cênicas, militantes do movimento feminista e estudantes de ciências sociais, trouxe para esta oficina as inquietações e o debate sobre a inclusão digital feminina e a tecnologia como instrumento de violência (ou não).

 

Discutimos o empoderamento feminino nas tecnologias, o uso atual das tecnologias de informação,  exemplos das muitas das faces da violência e como ela pode estar relacionada ao mau uso das tecnologias,a questão da invasão de privacidade  e outros pontos relevantes. As comunidades na web que tratam de inclusão feminina digital (a exemplo da campanha Take the tech e o woman waves clique aqui)  os sites  das comunidades de softwares livres (Linux chix, comunidade Lunux/ubuntu com perfil feminino), direitos de imagem e outros assuntos também foram abordados.

Quer conhecer esses sites?Clique aqui“Women on waves”,
“Take the tech”
Como ferramenta para “bricolar” conhecimentos na Oficina, nos foram apresentadas as ferramentas de edição, ou seja, os softwares Gimp, Agave e Inkskape  - editores de imagem – , o Openshot – editor de vídeo – , o Scribus, para criação de boletins informativos, folhetos e planfetos, e a forma  de
utilização das mesmas. Cada oficineira trouxe uma abordagem  sobre o tema inclusão digital feminina e violência e, em sala, cada uma escolheu a técnica que utilizaria (se edição de vídeo , panfleto ou imagem) para fazer a sua “bricolagem”. A partir de pesquisas na internet sobre conteúdos relativos às mulheres e questões sensíveis às participantes da oficina foram realizadas intervenções e edições desses conteúdos, utilizando softwares livres de edição gráfica. A ideia era realizar uma bricolagem, editando imagens e textos da web, criando novas representações.

Cabe resaltar que, durante a oficina, os produtos já foram divulgados online (via Facebook) pelas oficineiras trazendo com isso uma maior interatividade.

Quer conhecer ? clique aqui“Facebook”

Como fruto da oficina também foi criado um blog, o ,”Bricolagens digitais” feito em conjunto pelas participantes da oficina, onde as produções do curso e informações sobre cultura digital e inclusão digital estão sendo publicados.

Quer conhecer o site?clique aqui“Bricolagens digitais”

Mais fotos , acesse:“Flick”

Participantes selecionadas para Oficina de introdução a Html5, JQuery, JavaScript e CSS.

Começa amanhã, dia 04 de Julho as 14h na sala 08 da FACOM a Oficina de introdução a HTML e Java Script, com Toni Oliveira.
  1. Adrielle Santos Jorge
  2. Daiana Lima da Silva
  3. Daniele Cristina Da Silva Conceição (UFBA)
  4. Estela Santos Marques dos Reis (UFBA/FACOM)
  5. Fernanda Oliveira Cerqueira Lima (UFBA/IHAC/B.I HUMAN./ECOARTE)
  6. Hélen Santos Calazans
  7. Isail Cristina de Araújo Soares
  8. Jamile Agnes Fernanda  (UFBA/IHAC/B.I ARTES)
  9. Jéssica Maria Pereira Cordeiro

10. Lívia Taíse Santana de Castro

11. Luciane Reis (MÍDIA ÉTNICA)

12. Naama dos Santos e Santos (UFBA/BI ARTES)

13. Ninaiara Silva Fernandes

14. Patrícia Bernardes Sousa

15. Priscila Lopes Santana

Participantes selecionados para a Oficina Bricolagens Digitais

Começa amanhã a Oficina Bricolagens Digitais
Local: Labdebug, Ufba/Facom, sala 8, segundo andar. horário: das 14h as 18h
  1. Adryelle de Oliveira (UFBA/FFCH/CIÊNCIAS SOCIAIS)
  2. AlineBarbosa dos Santos (UFBA/IHAC/B.I. ARTES)
  3. Caroline Guzmán (UFBA/ MESTRADO  EM CULTURA E SOCIEDADE )
  4. Fernanda Oliveira Cerqueira Lima (UFBA/IHAC/B.I HUMAN./ECOARTE)
  5. Lea Santana (NEIM/UFBA)
  6. Luciane Reis  (Mídia Étnica)
  7. Morgana Gomes (FACOM/UFBA)
  8. Patricia Bernardes de Souza
  9. Sabrina Uzeda da Cruz (UFBA)
  10. Sandra Munõz (Movimento de Lésbicas e Mulheres Bissexuais da Bahia)
  11.  Tamila Silva dos Santos (UFBA)
  12.  Thais Motta (UFBA /FACOM)
  13.  Estela Santos Marques dos Reis (UFBA /FACOM)
  14.  Leonardo Monteiro  (UFBA /FACOM)

Oficina Bricolagens Digitais,Nova Data

Oficina: Bricolagens Digitais 

Muitas representações das mulheres na mídia criam estereótipos a partir de imagens que sugerem a mercantilização do corpo e coisificação das mulheres. Mas, à revelia dessa representação hegemônica como objetos de consumo, há muitas mulheres ativas e atentas aos conteúdos e imagens veiculados sob a perspectiva de gênero na mídia. Nem sempre satisfeitas com essas representações, as mulheres tem pautado o debate público e algumas reclamações junto a órgãos reguladores tem surtido efeito, como nos casos de propagandas da marca de lingerie Hope e da cerveja Devassa, em que houve intervenção do Conar (Conselho Nacional de Autoregulamentação Publicitária) e da Secretaria de Políticas para Mulheres. A proposta desta oficina inspirada no princípio do faça-você-mesma – é de intervir diretamente em conteúdos publicados na internet, criando novas representações mais próximas do que as mulheres da oficina desejam ver. Serão usados softwares tais como Gimp, Inkscape, Agave, editor de texto e internet.
Metodologia 
A partir de pesquisas na internet sobre conteúdos relativos às mulheres e questões sensíveis às participantes da oficina, serão realizadas intervenções e edições desses conteúdos, utilizando softwares livres de edição gráfica. A ideia é realizar uma bricolagem, editando imagens e textos da web, criando novas representações. As produções da oficina serão publicadas num blog feito pelas participantes.
Carga Horária: 12h. aulas, A oficina foi adiada para os dias 18,19 e 20 de junho, entre as 14 e as 18h (três sessões),por motivos de saúde da docente. Por favor, quem já mandou inscrição, re-envie confirmando disponibilidade para realizar o curso na nova data. Ainda há vagas! Inscrições até dia 15/6.
Público: 12 vagas (para mulheres)
Docente: Thaís Brito. Jornalista e pesquisadora com atuação nas áreas de tecnologias, mídias e culturas digitais. É organizadora da publicação web Contracultura Digital, realiza o Cine Kurumim: Mostra Audiovisual Indígena e o Espalha a Semente: Software Livre em Aldeias.
Inscrições:  Envie mensagem a ciberfem@gmail.com, até o dia 15 de junho, indicando:
nome:
instituição:
motivo para fazer o curso:
Organiza: Labdebug. Projeto de Pesquisa e Extensão “Mulheres e Tecnologia: teorias e práticas na cultura digital”, coordenado por Graciela Natansohn (FACOM/UFBA) e Karla Brunet (IHAC/UFBA) com apoio do CNPQ e Fapesb.


Oficina Bricolagens Digitais

Oficina: Bricolagens Digitais 
Muitas representações das mulheres na mídia criam estereótipos a partir de imagens que sugerem a mercantilização do corpo e coisificação das mulheres. Mas, à revelia dessa representação hegemônica como objetos de consumo, há muitas mulheres ativas e atentas aos conteúdos e imagens veiculados sob a perspectiva de gênero na mídia. Nem sempre satisfeitas com essas representações, as mulheres tem pautado o debate público e algumas reclamações junto a órgãos reguladores tem surtido efeito, como nos casos de propagandas da marca de lingerie Hope e da cerveja Devassa, em que houve intervenção do Conar (Conselho Nacional de Autoregulamentação Publicitária) e da Secretaria de Políticas para Mulheres. A proposta desta oficina inspirada no princípio do faça-você-mesma – é de intervir diretamente em conteúdos publicados na internet, criando novas representações mais próximas do que as mulheres da oficina desejam ver. Serão usados softwares tais como Gimp, Inkscape, Agave, editor de texto e internet.
Metodologia 
A partir de pesquisas na internet sobre conteúdos relativos às mulheres e questões sensíveis às participantes da oficina, serão realizadas intervenções e edições desses conteúdos, utilizando softwares livres de edição gráfica. A ideia é realizar uma bricolagem, editando imagens e textos da web, criando novas representações. As produções da oficina serão publicadas num blog feito pelas participantes.
Carga Horária: 12h. aulas, do dia 11 a 13 de junho, entre as 14 e as 18h (três sessões)
Público: 12 vagas (para mulheres)
Docente: Thaís Brito. Jornalista e pesquisadora com atuação nas áreas de tecnologias, mídias e culturas digitais. É organizadora da publicação web Contracultura Digital, realiza o Cine Kurumim: Mostra Audiovisual Indígena e o Espalha a Semente: Software Livre em Aldeias.
Inscrições:  Envie mensagem a ciberfem@gmail.com, até o dia 8 de junho, indicando:
nome:
instituição:
motivo para fazer o curso:
Organiza: Labdebug. Projeto de Pesquisa e Extensão “Mulheres e Tecnologia: teorias e práticas na cultura digital”, coordenado por Graciela Natansohn (FACOM/UFBA) e Karla Brunet (IHAC/UFBA) com apoio do CNPQ e Fapesb.
Aviso Importante!

A oficina foi adiada para os dias 18,19 e 20 de junho, por motivos de saúde da docente. Por favor, quem já mandou inscrição, re-envie confirmando disponibilidade para realizar o curso na nova data. Ainda há vagas! Inscrições até dia 15/6.


Novo Curso no LabDebug: Oficina de introdução a Html5, JQuery, JavaScript e CSS.

Novo Curso no LabDebug: Oficina de introdução a Html5, JQuery, JavaScript e CSS. 

Para mulheres interessadas em programação para a web, mesmo sem experiência prévia. A oficina apresentará exemplos de uso das quatro linguagens (Html5, JQuery, JavaScript e CSS) de programação/formatação no projeto de Web Art MA:RES do grupo Ecoarte. O projeto MA:RES é uma obra de mapeamento artístico da costa marítima de Salvador representado por palavras e vídeos. Serão apresentadas, discutidas e experimentadas soluções para a implementação do conceito artístico proposto na obra para o formato website.

Quando: nos dias 4 e 6 de julho (2 dias, 8h) das 14 as 18h

 

Onde: LabDebug/Sala 08 da Faculdade de Comunicação da Ufba (Campus Ondina)

10 vagas.

As interessadas devem inscrever-se por e-mail até o dia 02 de Junho. As inscrições devem ser encaminhadas a ciberfem@gmail.com, com as seguintes informações:

Nome:

Email:

Telefone:

Motivo pelo qual deseja fazer a oficina:

Realização: Projeto de pesquisa e extensão “Mulher e Tecnologia: Teorias e Práticas na Cultura Digital”, coordenado pelas professoras Karla Brunet (IHAC/PósCultura) e Graciela Natansohn (Facom/PósCom), com apoio da Fapesb e CNPQ.

 

Palestra: Direito, Gênero e Cultura com Karina Brunet

O Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos e LabDebug convidam para a palestra de Direito, Gênero e Cultura com Karina Brunet.

A professora/pesquisadora abordará:

  • Evolução dos direitos da mulher no Brasil
  • ONU e o direitos das mulheres
  • Contexto Brasileiro Atual – Legislação
  • Temas polêmicos
  • Decisões judiciais polêmicas

Logo após, Karla Brunet, fará uma mostra de fotografias  (Um olhar feminino na fotografia) para aquecer o debate e ilustrar alguns dos pontos levantados por Karina.

Quanto: Sexta, dia 25 de maio, 19h
Onde: IHAC/UFBA – Campus Ondina – PAF3 Sala 111
Realização: Labdebug – Projeto Mulher e Tecnologia

Karina Schuch Brunet é formada em Direito (UFSM) e Letras (FIC). Exerce a advocacia e a docência no Curso de Direito da Faculdade Metodista de Santa Maria – RS. É Mestre em Direito pela Univsersidade do Vale dos Sinos – RS e doutoranda em Derechos Humanos y Desarrollo pela Uiversidad Pablo de Olavide, Sevilla.

Selecionadas oficina de video mapping

Começa amanhã oficina de video mapping
Local: Labdebug, Ufba/Facom, sala 8, segundo andar.

Abaixo colocamos a lista de selecionadas:
•    Ana Paula Pessoa
•    Clara Domingas
•    Cristina Nascimento
•    Estela Lage
•    Fernanda Oliveira
•    Juliana Estela
•    Kall dos Anjos
•    Marcela Gomes
•    Paula Carneiro Dias
•    Rachel Mascarenha
•    Virginia de Medeiros